Dicas para acabar com a flacidez

janeiro 20, 2012 Nilda Silva 0 Comentários

Olá pessoal, bom dia!


Confira os truques para eliminar a pele flácida depois da dieta

As mulheres que desejam conquistar o corpo perfeito, em geral, recorrem à dieta em primeiro lugar para enxugar a silhueta. Mas depois de mandar os quilinhos a mais embora, o que fazer com a pele flácida que sobrou e continua a render medidas extras?

Vale lembrar que associar a reeducação alimentar à prática de exercícios é o melhor caminho para emagrecer com saúde e ainda evitar a flacidez nos locais onde a concentração de gordura era maior.

No entanto, se mesmo depois de você reduzir as porções do prato e passar horas na academia as peles a mais insistirem em atrapalhar os resultados na fita métrica, é o momento de recorrer a tratamentos e produtos específicos para combater o problema.


Confira as dicas e fique em forma neste verão.

Alimentos amigos da aparência



Todos os alimentos que compõem o cardápio diário influenciam a sua aparência. Assim, fazer escolhas inteligentes na hora das refeições faz toda a diferença para manter o corpo enxuto.

A dieta para evitar a flacidez deve ser equilibrada, rica em frutas, verduras, proteínas e opções com baixo índice glicêmico. Gorduras saturadas e o excesso de açúcar presente em alimentos com nível de glicemia maior que 50 (massas, doces e abacate, por exemplo) devem ficar de fora da rotina, pois eles favorecem a inflamação das células, que leva ao aspecto flácido.

No caso das frutas, prefira as de cor laranja e vermelha, como morango e acerola, que são ricas em vitamina C. Essa substância é considerada antioxidante e ajuda a combater os radicais livres, que também tiram a firmeza da pele. Nutrientes como as vitaminas C e E, carotenóides e selênio também possuem essa característica e podem ser encontrados em vegetais verdes, frutas cítricas, tomate, saladas em folhas, grãos integrais, leite e em fontes de proteína magra, como o peixe.

Outro item fundamental que não pode faltar na sua geladeira é a gelatina, de preferência as versões light, que possuem menos açúcar. Rica em colágeno, ela contribui para o fortalecimento dos tecidos, favorecendo um emagrecimento que não deixa excessos. Ela pode ser incluída nas sobremesas e lanches.

Quem quiser aumentar a eficácia do alimento pode investir nas opções hidrolisadas, com 85% a mais da substância, ou em nutricosméticos.

Diga adeus ao sedentarismo

Praticar atividade física é fundamental para combater a flacidez. Exercícios de força, resistência ou alongamento, praticados principalmente em academias, são a melhor alternativa para quem quer deixar a pele firme. Assim, aposte em aulas de musculação, body pump e ginástica localizada, que enrijecem os músculos.

Quem não gosta desse tipo de malhação pode recorrer a duas outras opções para evitar o “efeito gelatina”. A primeira é a hidroginástica, que ameniza o problema, pois a água se reflete em um peso extra ao corpo, garantindo o fortalecimento dos tecidos. Além disso, o esporte ainda possui menor impacto e risco de lesões.

A segunda é dança, principalmente em aulas com alternância de ritmos. É preciso variar o estilo de música para conquistar melhores resultados, indo do street jazz e do axé para o tango e o flamenco, por exemplo.


Tratamentos eficazes


Se as mudanças na alimentação e a prática de exercícios físicos não conseguiram eliminar a flacidez no abdome ou no bumbum, você ainda pode recorrer às clínicas estéticas para eliminar o problema com maior rapidez.

A associação de carboxiterapia e corrente russa é um dos exemplos de tratamento eficaz contra a pele flácida. O primeiro consiste no uso de injeções de gás carbônico em camadas mais profundas da área tratada, estimulando a circulação sanguínea e a produção de colágeno. O procedimento é indolor e deixa a região lisa e firme.

O segundo utilizada eletrodos, que são ligados à pele dando pequenos choques para fortalecer os músculos. Os dois tipos de sessões só podem ser feitos em clínicas de estética, com intervalos de pelo menos uma semana. Os eletrodos também são usados no procedimento Phydias, com o mesmo resultado.

Outro tratamento comum para o problema são os raios infravermelhos, que levam à contração muscular, com efeito parecido ao da carboxiterapia. Para conquistar resultados eficazes, é preciso investir em pelo menos dez sessões de até meia hora. Os benefícios começam a aparecer depois de dois meses.

As clínicas estéticas também costumam oferecer sessões com o Accent, que é feito com um aparelho emissor de ultrassom. Durante a sessão a pele é aquecida, quebrando as moléculas de gordura e renovando as fibras de colágeno. Ela também auxilia a desintoxicar e melhorar a circulação sanguínea e linfática do corpo. Esse mesmo efeito é proporcionado pelo Espectra, mas em tempo menor.

O Freeze é uma das alternativas mais recentes dos centros de estéticos para acabar com a flacidez. Seu diferencial está no uso da radiofrequência e de pulsos eletromagnéticos para estimular a síntese de colágeno e firmar a pele, amenizando o problema.

Cápsulas contra a pele flácida


Quem prefere apostar em tratamentos por via oral pode investir nas cápsulas de carcinina ou silício. A primeira é feita de um aminoácido que impede a desintegração do colágeno, garantindo a firmeza dos músculos. Você deve consumir 100 miligramas por dia da substância, que também é conhecida como glycoxil.

Porém, se você necessita intensificar a produção da substância no corpo, a dica é experimentar as cápsulas de silício, que possuem a capacidade de enrijecer a pele. Nesse caso, deve ser ingerida uma pílula de 300 miligramas diariamente.


Cremes poderosos

Há ainda a possibilidade de investir em cremes capazes de promover o enrijecimento dos tecidos. Na hora de escolher os produtos, prefira aqueles com fórmulas ricas em DMAE e manteiga de karité.
O DMAE possui a propriedade de reduzir a retenção de líquidos e eliminar as toxinas que inflamam as células e levam à flacidez. Já a manteiga de karité atua no estímulo da síntese de colágeno, além de ser encontrada com facilidade.

É possível também investir em alternativas com silício, outro mineral que favorece o fortalecimento da musculatura.

Com essas dicas, com certeza você vai ficar livre do efeito gelatina e causar inveja por onde desfilar a boa forma.

Fonte: UOL

0 comentários: